Follow by Email

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Litha, Yule ou Natal?



Pessoas Lindas Pagãs ou não...
É Natal dizem os Cristãos, 
mas quem nasceu dia 25 de dezembro?

        Bom... Vamos do início, a origem do Natal é pagã. Este é mais um dos festivais da Antiga Fé que foram Cristianizados pela Igreja em uma tentativa de expandir sua fé. 
       Pela historia da evolução religiosa da humanidade, encontramos vários Deuses nascidos no solstício de inverno, vamos juntos nesta viagem, começando por um poema ...



Dança da vida

    Recordo hoje... a primeira vez que gerei... Eu era Gaia, o  Grande Espírito, vinda através do caos para gerar o princípio. Após meditar no meu vazio, resolvi te gerar... Nasceste Urano, o céu, e celebramos o Mistério da Iniciação. Então,  eu  quis  te  tocar... quis  a vida  e,  em minha capacidade fecunda, me fiz  a Terra... Depois, te gerei  a vida sobre mim.
     E fomos, desde então, a dualidade sagrada... A terra e o 
mato, o sol e a lua, a fêmea e o macho.
    Durante séculos, geramos as faces de nossas existência. Cultivamos e abençoamos cada dualidade e sua união sagrada, perpetuamos a trindade divina.
    Fomos Isis, Osíris  e Horus... Maya, Zeus  e Hermes... 
    Bona  Dea,  Júpiter  e  Mercúrio...  E  também  fomos  nossos
próprios filhos, Perséfone, Apolo, Atenas, Lugh...
    O  tempo  passou  e,  também  nele,  nós  estávamos... 
   Mesmo quando fomos negados por nossa criação, permanecemos...  Eu rainha  dos  céus,  portadora  do  Cálice Sagrado, e tu meu filho e semeador de minha terra...
    Dentro de teus templos, fui  a Abelha fecunda de tua iniciação.  Sempre  em  busca  do  equilíbrio,  nos  fazemos presentes  em tudo  que  geramos,  um  à  espera  do  outro,  um buscando  o  outro,  um  nutrindo  o  outro.  Completando  o Mistério e o Rito.
     Hoje, somos o ciclo da vida no planeta... Tu, meu filho, sempre renasces com o inverno na eterna dança circular da vida, Dança da vida às  vezes,  alguém te reconhece  e te  nomeia... Teus  nomes  já 
foram muitos: Krishna, Buda, Mitra, Dionísio Adonis, todos deuses solares  do  Solstício, todos  gerados  por minhas faces virginais.
      Sempre nascerás de mim, serás a criança da Promessa Divina e crescerás correndo por minha face terra espalhando suas sementes; serei a donzela de seu destino. Iremos nos unir na primavera, e nossos frutos florescerão pelo planeta. Nosso amor sustentará eternamente o mundo... Quando chegar a hora, irás te entregar em grãos aos nossos filhos e irás te deixar cair em meus braços, pois sentirás o fio de minha lamina a te ceifar. Teu sacrifício será para que todos se nutram. Farei de teu túmulo meu corpo, assim sentirás a terra se transformando em útero e adormecerás novamente em meu ventre. De tua face, Senhor da Morte, renascerás outra e outra vez, a cada inverno! Pois este é o 
grande mistério que rege a vida, a eterna dança circular do amor.


Voltando a Jesus... 

A data do nascimento de Jesus Cristo é e sempre será uma incógnita. À partir de 20, 22 ou 25... de dezembro eram as datas em que os pagãos celebravam sua festa de solstício de inverno, quando acontece a noite mais longa do ano pelo hemisfério Norte. O dia em que Jesus Cristo  nasceu não consta na Bíblia, foi uma escolha da igreja 5 séculos depois, tempo da Igreja Primitiva - primeiro porque nas condições que são descritas seu nascimento, isso não aconteceria no inverno, ninguém sobreviveria. Tudo bem estamos falando de Jesus, mas ele era mortal assim como sua mãe, tanto que foi morto. Ele nasceu na primavera, isso é fato - a igreja mesmo confirma isso. E mais... Pense: Se o Calendário começa no seu nascimento... pelo menos deveria ser no dia 1 de janeiro. ops!

        Mas esclarecimentos à parte é Natal! Alguns pagãos mais sisudos dirão que não comemoram o Natal, que aqui no Brasil, hemisfério Sul, o solstício de inverno acontece em 21 de junho e que agora, não podemos de forma alguma comemorar o nascimento de qualquer Deus "solar" no auge da força "solar", dirão mais, que Jesus não é um Deus solar!!! e estão certos! Mas estão cometendo um grave e grande erro: Repetindo o passado! a intolerância e o preconceito! É óbvio que a Igreja Primitiva não contava com o fato de hoje, estarmos na Era de Aquário, norteados pela Investigação Intelectual Sagrada, com nosso moderno Oráculo, o "google"... onde qualquer mortal pode ter acesso aos seus documentos e descobrir que até o Concílio de Niceia a igreja debatia sobre o Deus Lúcifer Romano.... que acreditavam em reencarnação e decidiam o futuro de Antigos Heróis como Hércules, Teseu e Perseu... se seriam ou não equiparados a Jesus - como filhos de Deuses.... Uma longa história política... mas bem registrada, basta procurar... pesquisar.... Então tudo bem! Estão todos certos...

 Mas, como já disse várias vezes;
        Resgatar as Antigas Tradições não é, de forma alguma, pregar  dogmas  antigos  e,  muito  menos,  desconsiderar  a  evolução espiritual de nosso planeta. Resgatar as Antiga Tradições é retomar o caminho de ligação ao Divino e, com certeza, isto inclui a experiência espiritual adquirida pela humanidade ao longo dos séculos.
            Não há como ignorar a sabedoria, o conhecimento e a eficácia das religiões. Basta abrir as janelas para o Divino e reconheceremos rituais ancestrais,  onde mudam somente  os traços pessoais do artista que os transcreve em sua tela da vida. A própria  atividade  mágica  nos  mostra,  diariamente,  a  energia espiritual de outras crenças, atuando ao nosso lado e interagindo com nossa magia. Não  considerar  a  união  de  experiências  e  os  vários caminhos que levam ao Divino é repetir o erro do passado. Não precisamos combater as religiões e nem queremos impor a Tradição, pois reconhecemos as várias faces de nossa Deusa.



        Como dizer que é errado comemorar o Natal sendo que este foi copiado dos meus festejos ancestrais? Como ser contra simplesmente por intolerância? Dizer-se pagão e resgatar a Antiga Fé, sem ver a necessidade de esclarecer a todos a verdadeira origem do Natal!



O Povo Antigo, agora levava o pinheiro para dentro de casa – trazendo com este a força da terra – da floresta para o interior de sua morada. Os decoravam com bolas (esferas) vermelhas em honra a todos os Deuses Solares que expandiam o seu renascimento. As Fadas uniam-se aos humanos em harmonia e podia se ver sua luz entre os galhos a iluminar plasmaticamente a Manifestação Sagrada – revelando mais uma vez o Mistério. Ofertas eram colocadas ao redor do pinheiro para que o Sagrado ali fosse perpetuado. O Azevinho coroava seu reinado tomando o lugar do Carvalho, anunciando a parte escura do ano que brotava.

Como veem continuamos a fazer tudo igual...
Dizer não ao Natal é como excluir minha alma pagã porque encarnei no Brasil, e o povo aqui não é herdeiro legítimo.

Sou Bruxa, Dominadora do Fogo, danço com a Grande Mãe Serpente de Fogo - Filha de Gaia... Ilumino o mar em esferas plasmáticas e já vi ao lado de outros irmãos a floresta se iluminar com as verdadeiras luzes do Mistério Revelado...


Meu Deus Solar retorna em junho, porque sou pagã e moro no hemisfério Sul! Giro com a Roda Sul porque sigo a dança do Sol. Mas olhando para as decorações de Natal na rua, sinto esperança de que um dia a terra volte a se iluminar a todos e não só para os Membros da Tradição Imortais da Terra que já revelaram o Mistério da Floresta. Sinto esperança nas bolas vermelhas... esferas de vida - que trazem a honra ao Antigo. Sinto esperança nas luzes que hoje substituem as fadas e a Manifestação Sagrada, mas que mantém vivos em cada inconsciente a imagem que reconheceram quando voltar a acontecer a todos! Porque isso é certo! Esta hora chegará!

Mas Feliz Natal, a todos que permeiam as Antigas tradições – mesmo sem saber...
Feliz Litha, a todos aqueles que seguem o Sol pelo manto de nosso Hemisfério!
E Feliz Yule a todos que seguem a Roda Norte e honram o manto Ancestral primordial...
Feliz 2015 a todos os buscadores por dias melhores e em harmonia ao Sagrado!

Para aqueles que desejarem ir mais fundo um pouquinho na Magia dos Solstícios... vou postar de nossa biblioteca a aula sobre os mesmos...

Gratidão!


Wakanda

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Canção a Gaia
Nosso amor e irmandade a todas as mulheres do hoje para o amanhã!



domingo, 17 de agosto de 2014


Desafiar Rótulos e Quebrar Imagens

Ouvi de um homem... Talvez pelo simples fato de que a cultura social lhe dê certas liberdades inconscientes para falar o que pensa sob a autorização do olhar masculino... Enfim, ouvi de um Ser humano esta semana as seguintes equívocas palavras de sua alienação e falta de conhecimento, nenhum discernimento e ausência de senso ético espiritual:
- Olá, quanto tempo! Te acompanho pelo Face, lindos os teus Rituais... Só não entendi porque andaste tirando fotos pelada. A mais rodada é aquela que tu ainda faz um sinal bem expressivo pra tua .... do tipo tá aqui! O que significa? Por que tu fez isso?
Nessa hora respondo com toda a consciência possível herdada de minha Mãe: - São os Ritos da Sacralidade Feminina, as fotos são do Projeto Lua Vermelha, que mostra Bruxas honrando seu Sangue Menstrual e nossos Ritos junto a Gaia para fertilidade de todos os mundos... O Ventre da Mulher é Sagrado e podemos gerar em harmonia com o Sagrado Masculino um novo caminho para nossa espécie.. Gerar novos sonhos, conceitos e caminhos ao Sagrado de nosso Planeta...
Então ele me interrompe e diz: - Entendi. Dá próxima vez me convida pra representar os homens... Deste tipo de Ritual, tu nunca me falou!
Respondo: - Acho que você não entendeu! São Ritos para mulheres... para honrarmos nosso Poder...
E a pergunta fatal chega neste momento:- E pra que serve realmente tudo isso? 
   
E tenho certeza que neste momento Lilith falou através de mim:

- Para que as mulheres não gerem mais homens como você, e possamos logo nos livrar dos que ainda caminham por Gaia... e ficarmos somente com nossos irmãos de Jornada. Estamos nos purificando dos erros cometidos por nossas irmãs, por gerações e gerações na educação de machos que não nos servem mais nem pra copular... Estes assim: como você!